+55 (51) 3377 6896 contato@kinetec.com.br

Conforme o Professor e Biomecanicista Guilherme Brodt, a avaliação da biomecânica tradicionalmente conhecida parte de dois elementos.

O primeiro elemento é caracterizado por ser um método preciso e quantitativo, que tem o objetivo de adquirir informações da corrida, e normalmente para a sua realização utiliza-se algum tipo de tecnologia biomecânica. 

Guilherme explica que a área da biomecânica instrumental é muito importante, pois com ela é possível utilizar as tecnologias para adquirir informações precisas. Entre elas, ele destaca o sensor inercial G-Walk, plataformas e câmeras de alta precisão. 

Em relação ao segundo elemento, destaca-se a visão e a observação do movimento. No entanto, a avaliação biomecânica tradicional da corrida já parte disso, ou seja, da observação enquanto a pessoa corre com o intuito de realizar alterações na corrida. Porém, ao mesmo tempo que se observa, deve-se adquirir variáveis espaço temporais e cinemáticas de alta qualidade, por exemplo.

É sempre importante ter a visualização clínica qualitativa do gesto, ou seja filmar e observar o paciente, no entanto é fundamental também que se tenha informações quantitativas de alto valor.

Muitas vezes, só trabalhar com a questão qualitativa não é o suficiente, pois quando se está tentando elevar a qualidade das avaliações se torna fundamental ter instrumentos qualificados, que possam passar informações confiáveis e com precisão.