+55 (51) 3377 6896 contato@kinetec.com.br
Juliane Heineck, que é Fisioterapeuta e Sócia do Vitta Centro Bem-Estar Físico, explica que fazer um processo de avaliação, que seja o mais fidedigno possível, é muito importante.

O profissional, quando faz uma boa avaliação, consegue passar as informações reais do paciente para o colega que vai trabalhar com ele. E, quanto mais fidedigna ela for, mais alinhado e adequado vai estar o exercício destinado a ele.

A fisioterapeuta conta que, no Vitta Centro Bem-Estar Físico, o processo avaliativo tem o objetivo de, antes de tudo, conhecer o paciente, e dessa forma, saber quem ele é, qual é a história dele, o motivo da sua procura, e qual é a sua condição e aptidão física.

Quando se consegue coletar essas informações de forma mais clara e aprofundada, é possível prescrever um exercício determinado para o objetivo desse paciente. Dessa forma, o professor responsável irá preparar as primeiras aulas e definir o objetivo que ele vai ter com aquele cliente.

Quando a avaliação realizada não consegue ler adequadamente as informações do paciente, o início vai ser inadequado e pode causar um resultado que não era o esperado.

Por isso, quanto mais fidedigna for a avaliação, melhor esse paciente vai ser acompanhado no início, e consequentemente, mais chances o profissional terá de retê-lo, pois quando o início trás bons resultados, o trabalho tem continuidade.

Muitas vezes, acontece de o início não ser como o esperado e isso quebra as expectativas do paciente, pois ele não entende o porquê de a avaliação ser necessária, e não identifica qual é o diferencial desse profissional.

Segundo Juliane, o diferencial do profissional, ou do local, tem que ficar claro no atendimento. Dessa forma, é possível reter os clientes com mais facilidade.

A fisioterapeuta complementa que, no VItta, eles buscam realizar uma avaliação em que o paciente se sinta acolhido, e seguro com o profissional, que saberá das suas questões pessoais, e individualidades.

O professor que vai trabalhar com o paciente também tem que estar preparado. Ainda mais quando for atender pessoas que já tem algum problema ou complicação física. Dessa forma, é importante que a pessoa sinta segurança e confiança com o professor.

Em relação à avaliação realizada no Vitta, a fisioterapeuta comenta que os profissionais estão sempre em discussão, buscando processos de adaptação e mudança. Assim, buscam evidências, funcionalidade, e teste que tragam mais informações para implementar nos seus atendimentos.

Tudo tem que ser bem pensado e analisado antes de apresentar ao cliente, explica Juliane. Ela acredita que os dados tem que ter facilidade de leitura, pois muitas vezes, devido ao tempo ou dificuldades de interpretação, o paciente vai preferir ter os resultados de forma rápida e prática.