+55 (51) 3377 6896 contato@kinetec.com.br

Segundo Guilherme Brodt, Doutor em Ciências do Movimento Humano (CMH), existem diversas formas qualitativas de avaliação de equilíbrio, que partem da observação do ato de sentar, levantar, se locomover e fazer o apoio unipodal.

Ele comenta que há também outras formas quantitativas na área da biomecânica, no entanto apenas testes funcionais. 

Entre os mais conhecidos estão, o teste de equilíbrio em Y, onde tem um Y no chão, e o paciente permanece em apoio unipodal.

O outro teste é chamado de excursão em estrela, onde ao invés do Y, é utilizado o formato de um asterisco (*). São 8 arestas ao invés de 3, sendo que o objetivo é manter os braços o mais longe possível, o desempenho vai ser analisado por quão longe você consegue alcançar. 

Brodt diz que esses dois testes são importantes por dois fatores, analisar o risco de quedas e lesões em esportes, no entanto são testes que tem uma grande limitação, além do equilíbrio, eles avaliam a capacidade funcional do indivíduo.

São testes que dependem muito da capacidade de ter força e flexibilidade.