+55 (51) 3377 6896 contato@kinetec.com.br

De acordo com o Doutor na área da Biomecânica da Corrida, Rodrigo Rosa, o tempo de contato está diretamente ligado a velocidade que o atleta está correndo.

Por exemplo, se a velocidade está mais baixa, consequentemente o tempo de contato será maior. No entanto, quanto mais acelerada estiver a corrida, menor é o tempo de contato.

Após avaliar atletas correndo na mesma velocidade, por exemplo todos a 15 km/h, é possível observar que atletas melhores tem o tempo de contato menor para a mesma velocidade. Isso é bem importante, pois se atletas forem avaliados com velocidades diferentes, pode ocorrer algum erro na medida.

Além disso, quando for realizada a avaliação da melhora do esportista com o treinamento, é importante colocá-lo em uma velocidade constante, para assim treiná-lo, e depois de determinado tempo de treinamento realizar a avaliação na mesma velocidade.

Caso a avaliação for realizada em uma velocidade diferente da anterior, o tempo de contato vai sofrer alterações.

Rodrigo Rosa ressaltou que após observar atletas diferentes, correndo na mesma velocidade e no mesmo período de tempo, foi possível afirmar que, em relação ao tempo de contato de alguns deles, os que têm mais experiência têm também um melhor desempenho se comparado aos atletas menos eficientes.