+55 (51) 3377 6896 contato@kinetec.com.br

A tecnologia, de maneira geral, relacionada com a inteligência artificial consegue ler dados. Dessa forma, se torna possível interpretar os nossos resultados, explica o Fisioterapeuta André Pêgas.

Doutor André Pêgas, que é Fisioterapeuta com mais de 22 anos de experiência e CEO CO-Founder da Franquia Doutor Hérnia, também gerencia mais de 22 clínicas no Brasil. Ele explica que existe uma inteligência artificial por trás de uma gestão e é importante saber interpretá-la. 

Essa inteligência consegue ler dados, por exemplo, é possível identificar a média de tempo que um paciente leva para melhorar após ter uma patologia específica. Assim, será possível identificar quais são as margens que o profissional recebe do tratamento em uma determinada patologia, e de que forma ele pode potencializar esse tratamento, criando uma nova estratégia de atendimento ou de métricas.

O sistema de gerenciamento consegue ler diversas métricas para transmitir o resultado da leitura dos seus dados. Sendo assim, se torna possível saber qual é o índice de satisfação do seu cliente, o que você precisa melhorar nas suas consultas, onde você está captando os seus clientes, qual é a experiência deles quando passam pelo seu tratamento e o que você pode oferecer de agilidade no tratamento do seu paciente.

O Fisioterapeuta destaca que os seus clientes não buscam você, mas sim o resultado que você oferece para eles. Dessa forma, quando se trabalha com tecnologias relacionadas com inteligência de negócios, por trás de uma gestão de negócios, se torna possível obter todas essas respostas, que são coletadas através dos dados. Portanto, o profissional pode utilizá-las ao seu favor para melhorar seu atendimento.

André Pêgas conta que ele oferece um resultado superior ao de seus concorrentes, pois os dados da sua clínica mostram que os seus resultados são mais rápidos. Por exemplo, antes o fisioterapeuta tratava uma hérnia de disco durante 18 sessões, já hoje ele consegue tratar isso em uma média de 5 sessões. Isso só foi possível através da leitura de dados, além da parametrização do seu tratamento, explica André. 

Ainda, segundo ele, se tornou possível identificar o que era eficiente para seu trabalho e o que não trazia os resultados esperados. Isso se torna possível utilizando as tecnologias dos equipamentos para avaliação dos seus pacientes

Hoje, André Pêgas, consegue oferecer um resultado 3 vezes mais rápido ao paciente, e é isso que o paciente procura. Entretanto, por trás de um resultado mais rápido existe todo o auxílio da tecnologia dos equipamentos, de tratamentos e de gestão de negócios.