+55 (51) 3377 6896 contato@kinetec.com.br

Conforme o professor Guilherme Brodt, após uma avaliação realizada com idosos, em comparação aos jovens, foi possível perceber algumas diferenças referentes ao recrutamento muscular.

Os resultados obtidos mostraram que os idosos aumentam menos a intensidade de recrutamento dos gastrocnêmios do que os jovens, no entanto eles têm maior coativação dos músculos.

Na avaliação realizada, todos aumentaram o recrutamento, tanto os jovens quanto os idosos. Dessa forma, conforme aumentava-se a inclinação, aumentava-se o recrutamento muscular de ambos. Porém, os jovens aumentaram uma determinada quantidade, e os idosos aumentaram menos, ou seja, os idosos passaram a usar menos a musculatura do gastrocnêmio para situações de aclive, inclinação e subida.

Isso mostra que a estratégia motora dos idosos é diferente da dos jovens, pois mesmo que os músculos aumentem o recrutamento, eles aumentam pouco. Assim, foi possível perceber que enquanto os jovens distalizam a questão do controle motor durante o aclive, os idosos poupam tal musculatura. Além disso, os idosos ativam menos os seus músculos, mas ativam com mais co-contração.

Portanto, segundo o professor Guilherme, mesmo que os idosos ativem a musculatura em intensidades inferiores, eles conseguem ativar tanto o gastrocnêmio como o’tibial anterior. Ficando, por exemplo, com um tornozelo mais rígido.